20/03/2020 às 14h52min - Atualizada em 20/03/2020 às 14h52min

Cuiabá adota medidas para entrega de kits de alimentação escolar

Da assessoria
Prefeitura de Cuiabá

Com a suspensão das atividades presenciais nas 164 unidades educacionais da rede pública municipal de Cuiabá no período de 23 de março a 5 de abril,  como medida de prevenção ao coronavírus, 18 mil dos cerca de 53 mil alunos matriculados, cujas famílias são beneficiárias do programa federal Bolsa Família, receberão o kit alimentação escolar. A medida, determinada pelo prefeito Emanuel Pinheiro, conta com o apoio do Ministério Público Estadual  e vai atender as necessidades dos alunos em situação de vulnerabilidade social.

O prefeito Emanuel Pinheiro lembrou que esses alunos, cujas famílias dependem da alimentação escolar, fazem parte da parcela da população, que mais precisa do poder público. “Esses alunos dependem da merenda escolar para sua alimentação diária. Essa situação cortou fundo na nossa alma, minha e da primeira dama, Márcia Pinheiro. Então, nesse período de suspensão das atividades presenciais nas unidades da rede pública municipal de Educação, determinamos que a merenda escolar chegue a esses alunos. É uma situação atípica e precisamos garantir a alimentação dessas crianças”, destacou Emanuel Pinheiro. Por medida de segurança para combater á disseminação do Coronavírus, a Prefeitura de Cuiabá

O promotor de Justiça, Miguel Slhessarenko disse que a situação é preocupante nesse momento em que vários poderes estão decretando medidas visando o isolamento social. “O que queremos é amenizar um pouco a situação de famílias vulneráveis de forma segura, evitando agromerações e tomando todas as cautelas”, salientou.

Kit Alimentação Escolar

Os kits conterão sete (7) ítens variados, todos do cardápio da alimentação escolar e de acordo com as recomendações nutricionais, começaram a ser montados por servidores da Coordenadoria de Alimentação Escolar da Secretaria Municipal de Educação. O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos destacou o apoio do Ministério Público Estadual na ação e explicou como os alimentos  chegarão aos alunos. “Após serem montados, os kits da alimentação escolar, com 7 ítens não perecíveis serão enviados para as unidades educacionais onde os 18 mil alunos estão matriculados. A equipe gestora da unidade será responsável por fazer a entregar aos pais ou responsáveis”, explicou o secretário Municipal de Educação, Alex Vieira Passos.

A fim de cumprir as medidas e orientações da administração municipal, em relação à prevenção de contágio, alguns cuidados serão observados. Para evitar possíveis aglomerações, os pais ou responsáveis serão informados do horário para a retirada do kit. Na retirada dos kits, os pais ou responsáveis devem apresentar documento pessoal com foto e o cartão do Bolsa Família. 

Os kits que não forem retirados nos dias e horários marcados poderão ser entregues em outro horário, desde que reagendado com as equipes gestoras, no prazo de até três dias, após o início da entrega dos alimentos na unidade educacional. Após esse prazo, os kits não retirados serão recolhidos pela Secretaria Municipal de Educação.

Além disso, nenhum kit poderá ser entregue sem agendamento, a fim de evitar aglomeração de pessoas nas unidades educacionais. “Estamos cumprindo com a nossa responsabilidade enquanto gestores numa administração voltada para as pessoas, as famílias e as crianças. Esse momento requer que tenhamos responsabilidade para com a população como gestores, além de empatia e solidariedade. Juntos, cada um fazendo a sua parte, iremos superar essa situação”, finalizou o prefeito Emanuel Pinheiro.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp