09/01/2020 às 14h44min - Atualizada em 09/01/2020 às 14h44min

Governo decide fechar escola Nilo Póvoas após 50 anos de fundação

Da assessoria
Olhar Direto
A Escola Estadual Nilo Póvoas, na região central de Cuiabá, irá fechar as portas para o ano letivo de 2020, após 50 anos de história. A decisão foi tomada pelo Governo Mauro Mendes (DEM) e causou revolta nos alunos e professores, que fizeram um protesto na manhã desta quinta-feira (9). Eles relatam que não houve qualquer diálogo entre a gestão e os envolvidos na comunidade escolar.
O boato sobre o fechamento teria começado ainda no ano passado, por meio do WhatsApp. Entretanto, não havia confirmação por parte da Secretaria de Educação. Preocupados, os profissionais teriam solicitado esclarecimentos da diretora, que teria sido convocada para ir ao gabinete da titular da Pasta, Marioneide Kliemaschewsk.
Na ocasião, a professora teria recebido a informação sobre os possíveis planos políticos da gestão de fechar a unidade.
Conforme relato de uma professora, por meio de rede social, os alunos serão transferidos para a Escola Antônio Epaminondas, no bairro Lixeira. Segundo ela, os argumentos para essa decisão seriam que a escola está com um número de matrículas abaixo do permitido na lei de criação das Escolas Plenas e o rendimento acadêmico dos estudantes está abaixo do esperado para uma Escola Plena (tempo integral).

A professora rebateu os argumentos da Seduc. "Sobre o número de matrículas, nenhuma das escolas que ofertam só o ensino médio de tempo integral em Cuiabá, atingiu o número de matrículas. Segundo, quando tratamos de proficiência/rendimento acadêmico, a nossa escola alcançou 98,4% de aprovação no ano de 2018 e para 2019 tem o indicador de superar esse índice de aprovação. Aumentamos o número de egressos ao ensino superior. Temos depoimentos de estudantes que falam de sua transformação depois que se matriculou na escola de Tempo Integral", diz na publicação.
A escola teria boa estrutura física, com dois laboratórios de ciências, uma biblioteca equipada, dois laboratórios de informática, uma quadra de esporte coberta com vestiário, uma quadra descoberta, um anfiteatro para 100 pessoas, além de salas de aulas. "Estrutura que poucas escolas em Cuiabá têm. A estrutura física é muito boa e precisa apenas de reparos de reforma, tem condições de ser um centro de referência de atendimento em tempo integral em Mato Grosso", afirma a professora.

Procurada, a Seduc informou que está fazendo processo de reordenamento da rede estadual, para otimizar os recursos financeiros, potencializar os espaços, melhorar a estrutura física das unidades e a demanda do atendimento aos alunos.
 
O prédio da Nilo Póvoas possui capacidade para atender cerca de mil alunos, mas estaria com cerca de 130 alunos em tempo integral. A Pasta pontuou que a Escola Estadual Antônio Epaminondas tem oito salas de aula e atende em média 200 alunos e o prédio tem capacidade para atender cerca de 700 alunos nos três turnos.
 
"A Seduc ressalta que boa parte dos alunos atendidos na escola Nilo Póvoas são oriundos de outros bairros e não somente do bairro Bandeirantes onde a unidade escolar está localizada. Os professores efetivos e profissionais efetivos da Escola Nilo Póvoas também serão absorvidos pela escola Antônio Epaminondas", afirmou por meio de nota.
 
A partir de 2020, as vagas de matrículas serão disponibilizadas na EE Antônio Epaminondas, que vai ofertar o ensino fundamental nos anos finais (7º ao 9º ano) e ensino médio em tempo integral.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp